[XBOX360]Mass Effect

Relacionado a qualquer tipo de jogo e plataforma. Tutoriais, reviews, dicas, entre outros.
Responder

Nota para o tópico:

5 - Excelente!
0
Não há votos registrados
4 - Ótimo!
0
Não há votos registrados
3 - Bom.
2
67%
2 - Mais ou menos.
0
Não há votos registrados
1 - Ruim.
0
Não há votos registrados
0 - Horrivel!
1
33%
 
Total de votos: 3

Valariz
Super Membro
Mensagens: 1319
Registrado em: Sáb Mai 20, 2006 9:14 pm

[XBOX360]Mass Effect

Mensagem por Valariz » Sex Dez 28, 2007 4:57 pm

Imagem

Nome:Mass Effect
Plataforma:XBOX360
Fabricante:BioWare
Lançamento:20/11/2007
Distribuidora:Microsoft

A produtora BioWare tem antecedentes de ótimos serviços prestados para o Xbox original. Foram de seus estúdios que saíram alguns dos melhores (se não os melhores) RPGs para a enorme caixa preta da Microsoft: "Star Wars: Knights of the Old Republic", baseada da famosa saga do cinema, e "Jade Empire", que se inspira em referências chinesas. Com eles, consolidou sua fama de ótima contadora de histórias, além de moldar o gênero do seu jeito, fazendo com que o jogador sinta o peso de suas escolhas morais. Assim, se aproximou do significado do termo RPG, sigla em inglês para jogo de interpretação de papéis.

"Mass Effect" é uma evolução natural dos dois games anteriores da BioWare. A estrutura pode não ter mudado muito, mas o grau de detalhe na concepção do universo - que também reflete na quantidade de diálogos, todos dublados - impressiona. O enredo principal parece banal - é o clássico embate entre o vilão que quer dominar a galáxia e o único herói que pode detê-lo -, mas se desenvolve de maneira surpreendente. Mais que isso: a viagem é enriquecida com uma quantidade maciça de episódios, alguns memoráveis. Mas se a condução do enredo e o sistema de diálogos são magistrais, outros elementos menores, porém importantes, não ganharam a mesma atenção.

À primeira vista, os combates parecem um game de tiro em primeira pessoa (FPS, na sigla em inglês), e de esquadrão (pode-se levar até dois companheiros nas fases). Mas, no final das contas, o RPG fala mais alto, pois a mira depende mais de cálculos probabilísticos baseados nos atributos do personagem e da arma do que da habilidade em centrar a mira (basta apenas levar a retícula para perto do inimigo, até ficar vermelha).

Jogando como um FPS, as chances são de morrer mais facilmente. Para combater de forma eficiente, é preciso pensar em cada passo, usando os techs e biotics (o jogador tem acesso não apenas aos seus poderes, mas dos companheiros). Isso se faz com o botão RB, que faz surgir uma interface circular e pausar a ação. Assim, planejando seus movimentos calmamente enquanto o tempo está parado (mesmo assim, dá para mexer a mira), você pode lutar de forma mais racional. Infelizmente, isso anula o potencial emocional dos combates com as quebras de ritmo, mas, de outra forma, os embates são bem mais difíceis. Não ajuda o fato de os seus aliados não serem muito inteligentes, que também parece não seguir as ordens táticas. Por outro lado, a "burrice artificial" também afeta os oponentes.

Para ver imagens do jogo, clique aqui.

Fonte: UOL Jogos

crauser
Membro (Major)
Mensagens: 372
Registrado em: Seg Dez 25, 2006 3:08 am
Maker Preferido: Rpg Maker 2003
Localização: Porto Alegre RS

Mensagem por crauser » Sex Dez 28, 2007 11:06 pm

o jogo parece ser bom. pena que não tenho u XBox360. :/. gosto de jogos estilos RPG-FPS Deus-EX foi um.

fallow!!!
A corrida para a excelência não tem linha de chegada.

O sucesso tem feito o fracasso de muitos homens.

O sentido da vida consiste em que não tem nenhum sentido dizer que a vida não tem sentido.

http://www.holy-war.net/?ref=17866-1PTHW

Responder