[PS2]Final Fantasy XII

Relacionado a qualquer tipo de jogo e plataforma. Tutoriais, reviews, dicas, entre outros.
Responder

Nota para o tópico:

5 - Excelente!
1
17%
4 - Ótimo!
1
17%
3 - Bom.
3
50%
2 - Mais ou menos.
0
Não há votos registrados
1 - Ruim.
0
Não há votos registrados
0 - Horrivel!
1
17%
 
Total de votos: 6

Valariz
Super Membro
Mensagens: 1319
Registrado em: Sáb Mai 20, 2006 9:14 pm

[PS2]Final Fantasy XII

Mensagem por Valariz » Seg Dez 31, 2007 8:14 pm

Imagem

Nome:Final Fantasy XII
Plataforma:PlayStation2
Fabricante:Square Enix
Lançamento:31/10/2006
Distribuidora:Square Enix

Poucos jogos causam uma expectativa tão grande quanto o lançamento de um novo "Final Fantasy". Não é para menos, visto sua trajetória de sucesso. Nascido nos NES em 1987 como a última tentativa do designer de jogos Hironobu Sakaguchi - daí o nome do título -, hoje é uma superprodução das mais famosas no mundo dos videogames. E muito longe do fim. Estão programadas pelo menos três jogos com a terminação "XIII".

Hoje, Sakaguchi não está mais na empresa que lhe deu fama, a hoje Square Enix, mas, visto o resultado do excepcional "Final Fantasy XII", o mais recente da série, sua filosofia foi bem assimilada. A franquia galgou a posição que tem hoje graças principalmente a seu estilo cinematográfico, de elaborar histórias épicas, fato que ficou notório principalmente quando estreou no PSOne, com "Final Fantasy VII", que trazia um belíssimo visual e animações em computação gráfica para a época, e inaugurou a era das superproduções em videogames. Antes, já havia dado shows com a quarta e sexta versão, ambos para Super NES.

O episódio de número 12 mantém, mais do que nunca, esse estilo grandioso, com um visual que não tem muitos rivais na atual geração. Além de trazer novamente uma história épica, como enfoque mais adulto e sombrio, oferece uma jornada excitante de aventuras e batalhas. Melhor: quebra a barreira entre a exploração e os combates - duas partes independentes na maioria dos RPGs -, e, junto com a introdução de funções engenhosas de automatização, incorporam o melhor das lutas de ação com as de turnos.

"Final Fantasy XII" é um RPG de moldes clássicos, a própria tradição do jeito japonês de fazer games do gênero, que preza o roteiro linear. Muitos sustentam que títulos como esse, em que você "assiste" ao personagem em vez de encarná-lo, não é um RPG. Deixando questões filosóficas de lado, o fato é que "assistir" a "Final Fantasy XII" é muito divertido.

Como nas edições anteriores - com exceção de "Final Fantasy XI", que é online - o progresso na história é guiado por um script pré-determinado. Enfim, haverá ações específicas para serem feitas na ordem, com exceção dos muitos extras que o game tem, intercalando aventura, exploração batalhas e cenas não-interativas.

Cada versão do game traz um universo próprio, fechado em si mesmo, com pouca ou nenhuma ligação entre os episódios. Os títulos apenas compartilham temas como naves voadoras e cristais míticos, que aparecem em diversos formatos ao longo da série. Isso não é muito diferente na 12ª edição, que nada tem a ver com os antecessores nesse quesito, mas traz um mundo já retratado no paralelo "Final Fantasy Tactics", e em "Vagrant Story". É que o principal nome na criação do game é Yasumi Matsuno, que dirigiu boa parte de "Final Fantasy XII" - até ser afastado devido a uma estafa mental - e é o idealizador dos dois jogos citados.

O cenário do game é o mundo de Ivalice, governado por entidades conhecidas como Judges, uma mistura de general e juiz, blindados da cabeça aos pés com uma opressora armadura. As paisagens desse mundo, apesar de variadas, é como uma mistura da Europa medieval com "Star Wars", principalmente pelas naves e as criaturas excêntricas.

"Final Fantasy XII" é um jogo empolgante, mas isso só começa a aparecer quando tiver liberado todos os recursos do game, e isso demora, em média, cinco horas. De fato, o ritmo parece lento demais, mas talvez seja uma preocupação da produtora, já que o sistema de jogo é bastante complexo e demora a ser entendido. Por isso, os recursos são apresentados pouco a pouco, com um bom tempo para aprender cada um deles.

No começo, você controla Reks, e seu capitão lhe ensina o básico, como se movimentar pelo cenário e manejar a câmera. Por falar nisso, a orientação é inversa à maioria dos jogos e, como não há opção para mudar a configuração, o jogador pode se atrapalhar um pouco. De resto, a movimentação funciona como um típico jogo em 3D em terceira pessoa.

Depois, vem uma lição de combate. E aqui está a primeira excelente modificação em relação aos antecessores: a batalha acontece sem trocar de tela e, portanto, elimina o carregamento de dados que tanto irritam em imensa maioria dos outros RPGs. Na verdade, não há distinção entre a exploração e o combate, como um jogo de ação, mas a luta obedece ao mesmo sistema de turnos iniciado em "Final Fantasy IV". Porém, é bem mais sofisticado.


Para ver imagens do jogo, clique aqui.

Fonte: UOL Jogos

Minha opinião: Eu já tive a oportunidade de jogar, ele realmente me impressionou no começo com ótimos gráficos, jogabilidade e muita coisa para explorar. Como vocês viram, tem muita coisa para aprender e que pode deixar o jogo complexo, mas nada que complique realmente. O jogo tem um sistema que pra mim é inovador, onde as batalhas não trocam de tela e você pode andar livremente pelo mapa enquanto carrega sua barra de ação para poder usar itens, ataques e outras magias. Houve a introdução de magias chamadas Quickenings que esmagam qualquer monstro, mas que sugam todo seu MP. O jogo é bom no inicio, mas se torna realmente cansativo pois o jogo fica muito tempo sem acontecer nada na história, com você apenas viajando por ai e matando monstrinhos...Não gostei também do sistema de portar 6 personagens no grupo mas poder apenas treinar 3, isso é horrivel. Os monstros que você precisa matar estão no meio do nada, onde é muito dificil de achar e em um nivel duas vezes maior que o seu, não entendi porque esperaram tanto por um jogo desses e com uma história que não é nada de mais. Minha nota para esse jogo: 4.

Avatar do usuário
Killer Ghost
Administrador
Mensagens: 10338
Registrado em: Sáb Nov 19, 2005 8:49 pm
Maker Preferido: Outro
Localização: Saint Paul
Contato:

Mensagem por Killer Ghost » Seg Dez 31, 2007 8:27 pm

Pow, Final Fantasy é sem dúvida foda, a melhor série de RPG de todos os tempo, indiscutível, se quiser colocar screens no tópico, Valariz, umas três, pode ser também.

Final Fantasy, é excelente, sem dúvida alguma. :ewhz_:

Eles deviam é fazer um remake de Chrono Trigger.
A Casa do Maker está de volta. :happy:

Projetos:
Rpg Maker VX Ace:
Student Adventures ACE 21%

Rpg Maker MV:
As Crônicas do Fim do Mundo 44%
Casa do Maker - O Retorno 1%

frezend1
Super Membro
Mensagens: 912
Registrado em: Qua Mar 14, 2007 1:31 pm

Mensagem por frezend1 » Ter Jan 01, 2008 6:54 pm

Meu irmao tem esse jogo...eu nao achei tudo isso, cansei rapido pra caralho...além da historia nao ser tudo isso, a jogabilidade enjoa rapido

:byebye:

Avatar do usuário
Killer Ghost
Administrador
Mensagens: 10338
Registrado em: Sáb Nov 19, 2005 8:49 pm
Maker Preferido: Outro
Localização: Saint Paul
Contato:

Mensagem por Killer Ghost » Ter Jan 01, 2008 7:23 pm

RPG é questão de conviver, de entender, se você não curte o estilo, tende a enjoar mesmo.
A Casa do Maker está de volta. :happy:

Projetos:
Rpg Maker VX Ace:
Student Adventures ACE 21%

Rpg Maker MV:
As Crônicas do Fim do Mundo 44%
Casa do Maker - O Retorno 1%

Valariz
Super Membro
Mensagens: 1319
Registrado em: Sáb Mai 20, 2006 9:14 pm

Mensagem por Valariz » Qua Jan 02, 2008 12:45 am

Killer Ghost escreveu:RPG é questão de conviver, de entender, se você não curte o estilo, tende a enjoar mesmo.
Weee! Mais um RPG Lover! Isso mesmo Killer, RPG é isso mesmo. Eu gamo em qualquer RPG, mas o jogo não foi muito dos bons, avaliei mais as partes ruins e não as partes boas, acho que fui duro demais na nota, mas o jogo é bom e vale a pena SIM ser comprado, acho uma boa compra.

frezend1
Super Membro
Mensagens: 912
Registrado em: Qua Mar 14, 2007 1:31 pm

Mensagem por frezend1 » Qua Jan 02, 2008 3:52 am

mas a sua avaliação é certa, no começo eh gamei no jogo, mas depois enjoo msmo, mas msmo assim daria 6
x)

:byebye:

Valariz
Super Membro
Mensagens: 1319
Registrado em: Sáb Mai 20, 2006 9:14 pm

Mensagem por Valariz » Qua Jan 02, 2008 8:56 pm

frezend1 escreveu:mas a sua avaliação é certa, no começo eh gamei no jogo, mas depois enjoo msmo, mas msmo assim daria 6
x)

:byebye:
Eu acho que dei 4 mais porque você tem que ficar trocando de membros na party pra poder treinar 6 carinhas, sendo que só pode 3 por vez, o que torna o jogo escrotamente dificil já que você tem 3 nego lvl 40 e 3 nego lvl 10 no final do jogo, além de demorar muito para subir de lvl quando você já está em um estado avançado no jogo.

Lord Mistério
Super Membro
Mensagens: 356
Registrado em: Seg Jan 23, 2006 2:46 am
Maker Preferido: Rpg Maker 2003
Localização: São Paulo-SP (finalmente de volta para capital)

Mensagem por Lord Mistério » Sex Jan 04, 2008 3:19 pm

O jogo não é bom eu curto muito final fantasy mas o estilo de batalha torna o jogador meio que preguiçoso, poupa muito mais tempo programar o etilo de batalha de cada personagen do que ficar mandando eles atacarem, curarem, etc.
A historia tbm não é das melhores.
Na minha opnião os pontos que salvam o jogo são os AEONS que são treze sendo que a maioria são secretos , o sistema de limite breack e as quest.
Final Fantasy XII é um jogo que deixou a desejar.
Imagem

israellion
Membro (Cabo)
Mensagens: 149
Registrado em: Qua Nov 15, 2006 5:04 pm
Maker Preferido: Rpg Maker 2003
Localização: Brasil

Mensagem por israellion » Dom Jan 06, 2008 5:59 pm

esse ai eu tenho joguei muito mas a historia
deixou um pouco a desejar eu acho,tem inovações sim
e algumas bem legais só que ficou muito"auto" nas lutas
com os gambits e tal mas enfim ja estou no final mesmo
e vale a pena,as músicas então muito boas :happy:
Imagem
Imagem
Imagem
CHAOS

Responder